Temática para 2019
Actuar juntos para ofrecer a los niños y niñas, sus familias y comunidades los medios para erradicar la pobreza

Este año se han realizado algunos cambios en la página sobre el 17 de Octubre.

Aquí encontrará:

  • Testimonios: tomas de palabra de personas que viven la gran pobreza.
  • Presentación: lo que es este Día, su espíritu,...
  • Momentos fuertes: actividades, tomas de palabra, gestos significativos...
  • Contáctenos: para cualquier duda o pregunta relacionadas al 17 de Octubre.
  • Caja de herramientas: afiche, nota explicativa, textos de referencia, vídeos,...

Seleccione un país para ver lo que se vivió los años anteriores

New York - Jueves 17 Octubre 2013 - Journée internationale pour l'élimination de la pauvreté

La Journée vue depuis le site des Nations Unies:

http://www.un.org/fr/events/povertyday/index.shtml

1 United Nations Plaza,
New York
Estados Unidos

Ribeirao Preto SP - Jueves 17 Octubre 2013 - CIAF RIBEIRAO PRETO - SP - BRASIL

Cuéntanos lo que pasó en el evento

Descripción del evento

No dia 17 de outubro o CIAF Ribeirao Preto fara:

Atividades informativas em vias publicas para esclarecimento da populacao

nas principais avenidas da cidade.

Rua Santa Rosa. 568
Ribeirao Preto SP
Brasil

Odivelas - Jueves 17 Octubre 2013 - Pobreza é Ficar Indiferente

Duas ações desenvolvidas na Escola Secundária de Caneças: Exposições "Por Lampedusa" e "Testemunho de pessoas que viveram situações de pobreza"; Documentário "Quem se Importa?" (sobre empreendedorismo social), seguido de debate.

Rua da Escola Secundária Auditório da Escola Secundária de Caneças
Odivelas
Portugal

Petrópolis-RJ - Sábado 19 Octubre 2013 - Roda de conversa e experiências compartilhadas

Cuéntanos lo que pasó en el evento

No dia 19 de outubro  o grupo Brasil pela Dignidade e o Movimento ATD Quarto Mundo, comemorando o dia Mundial para a Erradicação da Miséria, que acontece no dia 17 de outubro, realizamos um encontro, em nossa sede no bairro Caxambu, com jovens que fazem parte do "Ocupa Alemão", moradores do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro. Junto com esses jovens, também convidamos o Centro de Defesa dos Direitos Humanos - CDDH. 

As nossas atividades começaram com um café da manhã para nos dar energia para as atividades da Biblioteca de Rua, com contação e leitura de histórias. Depois uma pequena visita ao bairro , dos nossos convidados. O almoço foi preprado por várias pessoas que fazem parte de nossos grupos e são moradores do bairro. Além desses grupos,algumas crianças e jovens que fazem parte de nossas atividades, também participaram do almoço, o que nos deu uma imensa satisfação  por reuni-los nesta confraternização.

Á tarde, esses jovens extraordinários nos contaram sobre suas experiências, como moradores ,cidadãos e ativistas para a melhoria , não só do lugar onde moram, mas de suas próprias vidas e dos que, como eles, vivem nos lugares , onde recentemente foram pacificados pela Polícia Militar. Esta troca de experiências, comovente e real, nos dá, a todos, uma visão mais abrangente, mais real e mais justa, diante de todos os problemas e mazelas que advém da miséria. Mas, também nos mostra, não só essa construção de histórias  individuais e conjuntas,mas a certeza de que é preciso unir-se para lutarmos contra o flagelo social, moral, emocional e físico , da pior violência sofrida pelo homem de  estar e se sentir à margem dos mais básicos direitos humanos. E que esta luta é de toda a sociedade e de todos os seres que almejam sua própria dignidade, pois  como disse o poeta John Donne: "Nenhum homem é uma ilha isolada".

   A miséria é criada pelo homem, não faz parte dele, e não pode ser vista como uma mera fatalidade, ou um jogo cruel do destino. Ela não é de responsabilidade só dos governos,mas de todos nós. Um ensino justo, uma moradia decente, um tratamento médico, etc, é direito de todos e não pode ser confundido com o oferecimento de assistências sociais, esmolas ou bolsas só para um determinado grupo. Só que isto tudo é falado e pregado aos quatro cantos, mas a reflexão e ação disto tudo,  antes de ser conjunta, precisa ser individual. Ninguém quer piedade, menosprezo ,nem esmola, mas os direitos humanos respeitados. E você, luta por isso também? 

  Em homenagem ao 17 de outubro,  o dia contra a miséria e as injustiças sociais, repetimos uma das frases de quem iniciou este movimento: JOSEPH WRESINSKI: "ONDE OS HOMENS ESTÃO CONDENADOS A VIVER NA MISÉRIA, AÍ OS DIREITOS HUMANOS SÃO VIOLADOS,UNIR-SE PARA OS FAZER RESPEITAR É UM DEVER SAGRADO".

Deixamos assim, esta reflexão  como uma leitura que possa nos motivar a seguir em frente, como participes de uma sociedade mais justa. 

Descripción del evento

Um encontro para conversar sobre "Pobreza, extrema pobreza e miséria" a partir das nossas diferentes vivências e interpretações da realidade.

Com a participação do Coletivo OcupaAlemão, Centro de Defesa dos Direitos Humanos, Brasil pela Dignidade e Movimento ATD Quarto Mundo.

Caxambu
Petrópolis-RJ
Brasil

Porto - Jueves 17 Octubre 2013 - Dia Internacional Para a Erradicação da Pobreza

Cuéntanos lo que pasó en el evento

17 de Outubro – Dia Internacional Para a Erradicação da Pobreza

A POBREZA E A DEMOCRACIA SÃO INCOMPATÍVEIS

Mensagem da EAPN Portugal

O CONTEXTO GERAL

A profunda crise financeira e económica, de alcance mundial, e os efeitos que dela derivaram e que se começaram a fazer sentir no ano 2008 estão a afetar de forma muito significativa o modelo social europeu, em particular nos países do sul da União Europeia (UE).

O impressionante aumento de pessoas a viver em risco de pobreza - atualmente 120 milhões! - é um escândalo e um sinal irrefutável e muito preocupante de que a UE não está a conseguir oferecer nenhum sinal de esperança de uma solução abrangente para a crise, com a maioria dos países a priorizar a austeridade como parte da solução, predominantemente neoliberal, liderada pelos mercados e por soluções macroeconómicas.

Especialmente em países sob programas da Troika, como é o caso de Portugal, os efeitos perversos das prioridades macroeconómicas focalizadas na austeridade são já claramente identificáveis: a queda do limiar de pobreza como paradigma do fenómeno do empobrecimento generalizado da população; o aumento dos trabalhadores pobres associados ao aumento do desemprego; o crescimento da pobreza infantil; o progressivo desmantelamento do estado social e o aumento das desigualdades sociais colocam-nos perante o desafio de uma mudança urgente.

Descripción del evento

17 de Outubro

Dia Internacional Para a Erradicação da Pobreza

A POBREZA E A DEMOCRACIA SÃO INCOMPATÍVEIS
 

EAPN Portugal

Porto
Portugal